Turnê de despedida do Aerosmith pode ser mundial e de dois anos e meio

Voltando ao programa de rádio do qual Joey Kramer está participando, o baterista do Aerosmith informou alguns detalhes sobre a possível turnê de despedida que a banda iniciará em 2017. Enquanto conversava com Gary Cherone e Pat Badger, do Extreme, Kramer deu a ideia de trazê-los para abrirem os shows do ano que vem. Segundo ele, o Aerosmith estará em turnê mundial. “Seria um bom combo, vou fazer essa sugestão [aos outros membros]. Estaríamos na Europa, no Japão, em todos os lugares”, disse.
Logo depois, os apresentadores fixos do programa pediram mais informações sobre a Farewell Tour, planejada para ter início no ano que vem. Joey complementou:

Há alguns planos sendo trabalhos. Vamos para a América do Sul em outubro e, quando voltarmos, ficaremos um tempo fora. Depois disso, estamos pensando em uma turnê mundial. Do jeito que fazemos shows agora, essa turnê tomaria cerca de dois anos, dois anos e meio. […] Estou gostando deste tempo em casa, já que não estamos na estrada tanto quanto antes. Sabe, eu toco bateria há 50 anos. Ficando um pouco mais velho, as costas começam a doer e os ouvidos sofrem mas, mesmo depois de 50 anos, quando fico alguns meses fora, volto me sentindo novo. É uma coisa que eu nunca deixei de amar.

Sendo assim, se os planos de Steven Tyler e Brad Whitford, que já falaram abertamente sobre a possível turnê, se confirmarem, o Aerosmith pode embarcar em um giro mundial de despedida que duraria até o meio de 2019. Confira os áudios:

 

Veja fotos de Kramer na rádio:

Comentários

comentário(s)

Igor Lino
Jornalista, já foi estagiário da revista Exame PME, na Editora Abril, e atualmente é colaborador do site Salada de Cinema. Apaixonado por WWE e, claro, Aerosmith.
Recommended Posts
Entre em contato conosco

Entre em contato conosco e responderemos o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt