Segundo Joe Perry, Aerosmith pode voltar a gravar

Depois de Steven e Joe dizerem, em entrevistas, que não vale mais a pena entrar em estúdio para gravar novos álbuns do Aerosmith, o consentimento geral foi de que o Music from Another Dimension!, de 2012, tornou-se o último trabalho de estúdio da banda. Na época, Perry chegou a dizer que o Aerosmith poderia gravar alguns EP’s a cada ano, o suficiente para tocar algo novo em turnê. No entanto, os planos do guitarrista não foram concretizados até hoje, quase 5 anos depois do lançamento do MFAD!.
O Toxic Twin da guitarra deu uma entrevista ao site Ultimate Classic Rock recentemente, onde falou sobre os planos do grupo de entrar novamente em estúdio. Segundo ele:

Eu tenho falado com Steven sobre ir ao estúdio e talvez gravar uma ou duas músicas novas, mas eu sei que, em algum momento, iremos dar uma olhada em nossos arquivos e tirar de lá alguns outtakes e alguns lives – coisas que nunca gravamos de fato. Eu não sei, gosto de pensar que ainda iremos pelo menos mais uma vez ao estúdio.

Vale lembrar que Brad Whitford já falou sobre as intenções do Aerosmith em gravar um último álbum para apoiar a turnê de despedida. O encarregado do projeto seria Rick Rubin, famoso produtor da versão de Walk This Way com o Run-DMC. Também devemos mencionar que o contrato que o Aerosmith tinha com a Columbia/Sony acabou com o lançamento do último disco. Sendo assim, no momento eles não têm gravadora com a qual lançar novos títulos.
Falando em turnê de despedida, o guitarrista também explicou, mais uma vez, o que a Aero-Vederci Baby! realmente significa:

O sentimento é de que, pelos próximos anos, estaremos em modo semi-turnê. Iremos tirar intervalos aqui e ali, mas nós realmente queremos tocar em lugares em que só tocamos uma vez, ou talvez onde nunca tocamos antes. Mais ou menos sair por aí e chegar ao máximo de lugares que conseguirmos.
Estamos mais próximos do fim do que do começo. Eu não vou dizer que depois da turnê americana nunca mais iremos tocar nos Estados Unidos. Nesse ponto, sinto que cada show pode ser o último. Não tem como você saber. Por isso tenho essa atitude de ‘precisamos dar o nosso melhor para isso ser o melhor possível’. Não temos uma data específica planejada onde diremos ‘ok, esse é o último show’. Por outro lado, eu sei que haverá um último show, assim como tudo na vida tem um fim.

Comentários

comentário(s)

Igor Lino
Jornalista, já trabalhou na revista Exame PME, da Editora Abril, e atualmente está no Google. Apaixonado por música, livros e filmes.
Recommended Posts
Entre em contato conosco

Entre em contato conosco e responderemos o mais breve possível.

Not readable? Change text. captcha txt